Criar tempo para a mudança

Parei tudo neste momento para publicar um post de reflexão sobre atitude e tempo.

Assim como muitos de vocês leitores, eu também penso ter uma rotina agitada, cheia de compromissos e anseios por fazer mais coisas, melhorar aqui e ali, iniciar novos projetos com amigos que trazem alguma ideia… e uff!.. quanta coisa! Será que vamos conseguir?

(Disse que penso ter, porque existem pessoas que estão aí para nos provar com exemplos, que com foco e determinação é possível agir com jogo de cintura dentro do tempo e chegar aonde se deseja.)

Quando esses anseios não se concretizam, independente dos motivos, isso gera frustração. E acontecendo repetidas vezes, são repetidas frustrações, e é aí que está o perigo.

Não quero ficar nessa negatividade e muito menos na passividade do conformismo de aceitar tudo como está. Por isso defendo o equilíbrio de estar ciente de si e da própria vida. Sabendo enxergá-la de forma ampla, ou seja, ciente de como está administrando o dia a dia, se o que está fazendo, está fazendo com prazer, com olhos para o futuro e satisfação no presente. Isso é avaliação constante. Considero fundamental o tempo de avaliar. E sei também que é impossível estar plenamente satisfeito. Por isso as insatisfações que vejo nessas avaliações, me movem para uma maneira melhor de agir.

Neste momento estou pesquisando para fazer os ajustes que percebo necessários em eu trabalho. Agora ele está com essa cara:

Acessórios Sannalber® 2013
Brincos e Anéis Sannalber® 2013

E acompanharemos aqui este processo que exigirá paciência, já que esse assunto é extenso, e apesar de ser prioridade, concorre com uma porção de outras prioridades!!!!

Boas vibrações a todos nós que somos intensos e temos muita paixão e muito trabalho pela frente!!!

Hugs!

Anúncios

Rebeldia e Evolução

Quantas vezes indo pra mais um dia de trampo
com o coração apertado,
sentia a repressão daquelas pessoas
que concordavam em ter suas mentes lavadas
pelas exigências por vezes desumanas do capitalismo,
e eu com tantos sonhos distantes daquela realidade
quase me desesperava querendo saber
como…….de que forma eu iria conseguir……….ter tempo pra sonhar………
me libertar………mas me sustentar……….     ????
Mas eu sabia que conseguiria.
Então eu procurava a paz escrevendo,
e O Rappa, fazendo a trilha sonora, me salvava
com a música que me vinha à mente:

Ô lala, ô lala.. ee
Ô lala, ô lala.. ee

Podem avisar, pode avisar
Invente uma doença que me
Deixe em casa pra sonhar
Com o novo enredo outro dia de folia
Com o novo enredo outro dia de folia

Eu ia explodir, eu ia explodir
Mas eles não vão ver os meus pedaços por aí

Me deixa que hoje eu to de
Bobeira, bobeira

Ô lala, ô lala.. ee
Ô lala, ô lala.. ee

Hoje eu desafio o mundo
Sem sair da minha casa
Hoje eu sou um homem mais sincero
E mais justo comigo

Podem os homens vir que
Não vão me abalar
Os cães farejam o medo,
Logo não vão me encontrar
Não se trata de coragem
Mas meus olhos estão distantes
Me camuflam na paisagem
Dando um tempo,tempo, tempo
Pra cantar

Me deixa, que hoje eu tô de
Bobeira, bobeira
Me deixa, deixa, deixa
Que hoje eu to de
Bobeira, bobeira

Me deixa, deixa, deixa
Que hoje eu tô de
Bobeira, bobeira
Me deixa, ve se me deixa,
Que hoje eu to de bobeira,
Bobeira, bobeira…

Algumas vezes tirei o dia pra ficar “de bobeira”,
inventei doenças,
algumas vezes me dei bem,
algumas me dei mal.
(muito mal)
Mas tomei banho de chuva em tardes de verão,
Tive idéias,
Fiz planos,
Cantei canções,
e tomei decisões!

Não foi rápido. Levou alguns anos.
Ainda não inventaram coragem em cápsulas.
De tanto inventar doenças
adoeci de verdade.
E culminaram em minha vida
problemas, poemas, músicas, sonhos, atestados médicos, meditações e revolta.
O resultado………pedido de demissão!!!
Foi aí que eu comecei na Customização.